quarta-feira, 15 de maio de 2013

Devo investir em fundos imobiliários? - Mladen Dragosavac




Que o Brasileiro gosta de investir em imóveis, ninguém tem dúvidas. Porém, recentemente um assunto  tornou-se recorrente, ainda mais após o lançamento do fundo BB Progressivo II o qual teve a demanda superior a 20 bilhões de reais e contou com participação de 48 mil investidores.

Mas afinal, o que é um FII (Fundo Imobiliário)? 


Os FIIs são um condomínios de investidores, semelhante aos fundos de ações e renda fixa, com  objetivo aplicar os recursos no desenvolvimento de empreendimentos imobiliários ou em imóveis prontos. Em outras palavras, um FII nada mais é que um instrumento para ter acesso ao mercado imobiliário através de pequenas quantias. 

Essa foto do Shopping Parque Dom Pedro de Campinas é proposital. Já pensou em ser dono do shopping, receber os alugueis dos lojistas e uma participação das vendas? Se você quiser ser sócio do Dom Pedro você pode! Basta comprar uma cota PQDP11 que você receberá o rendimento proporcional todos os meses

Simples assim? Sim! Simples assim. Os benefícios de investir em FII são diversos, mas vou resumi-los em apenas 5 para facilitar a compreensão e não tomar muito do seu tempo.

1- Praticidade

Se você investiu diretamente em imóveis ou já precisou vender algum, sabe o tempo que demora até o negócio ser realmente fechado. Burocracia com  papelada e custos de escrituração no cartório são apenas alguns fatores, apenas para ilustrar. Como as cotas são negociadas na bolsa, para investir em FII  basta enviar uma ordem de compra para sua corretora. É simples e rápido como um investimento em ações.

2- Administração e inquilinos de primeira linha
Ao invés de se preocupar com a manutenção e conservação do seu imóvel você conta com uma administração profissional que irá cuidar de toda dor de cabeça, própria de um proprietário de imóvel (inclusive o de encontrar um encanador em caso de uma emergência noturna). Além disso, ao invés de alugar seu único imóvel para um inquilino desconhecido, porque não alugar para empresas como Banco do Brasil, Sadia, Petrobrás... a probabilidade de eles atrasarem o aluguel é muito baixa, concorda?

3- Fracionamento
Imóveis geralmente custam caro e se você precisar de R$30mil não conseguirá vender o banheiro para reaver esse dinheiro. Agora, investindo em FII, você consegue comprar cotas com um pouco menos de R$200 e caso precise sacar alguma parte é só vender a quantidade exata que satisfaça a sua necessidade.

4- Excelente geradores de renda
Quem investe em ações sabe que não é todo mês que os dividendos caem na conta, motivo este que muitos investidores nem contem com essa distribuição de lucros da empresa. Porém, muitos FIIs remuneram mensalmente seus cotistas. Você sabe que todo dia 14, por exemplo, irá cair em sua conta o rendimento e com esse rendimento pode comprar mais cotas, todos os meses.

5- Isenção fiscal para pessoa Física

Se você tiver menos de 10% das cotas do fundo e ele tiver pelo menos 50 cotistas, os rendimentos mensais são isentos de imposto. Isso é excelente se pensarmos que ao investir como pessoa física diretamente em imóveis, o imposto sobre o aluguel é de 27,5%. Muitos fundos imobiliários tem rentabilidade mensal entre 0,6% e 0,7%. Pode parecer pouco mas o CDI rende em média 0,54% (sem considerar o imposto) e a poupança 0,41%.

Considerando essa rentabilidade, se você investir por volta de R$30mil em FIIs, é possível comprar todos os meses,  cotas de fundos (ou até mesmo ações, porque não?) num valor total de R$180, e, no longo prazo, os juros sobre juros farão sua bola de neve crescer!

Quer saber mais sobre FIIs? Escreva-me! Essa é a oportunidade para tirar suas dúvidas

Até a próxima, grande abraço!

Mladen Dragosavac
Agente Autônomo de Investimento
19 3365-6801
Rua maria Monteiro, 1513 - Cambui | Campinas
Ouvidoria Ágora: 0800 7279933

Nenhum comentário:

Postar um comentário