domingo, 25 de dezembro de 2011

2011: um ano de mudanças...



Chega o final de mais um ano. Esse é sempre um período para refletirmos sobre tudo o que fizemos ao longo de 12 meses, nossas atitudes,  nossos comportamentos, os desafios e problemas que enfrentamos.  Tenho algumas considerações pessoais a fazer sobre 2011. Ao mesmo tempo em que tive um ano muito ruim, repleto de problemas pessoais e tristezas, tive um ano muito bom, aprendi muito com as “tempestades” que surgiram em minha vida. 2011 foi um ano de mudanças. Mudanças de conceitos. De pré-conceitos. De estados de espírito. Do tamanho da fé que deposito em mim. Do tempo de perdoar. Do limite do aceitar

Aprendi que nossos problemas não podem ser deixados para serem revolvidos mais tarde, sobre tudo os de esfera familiar e amor. O medo, muitas vezes, nos leva a postergar uma atitude que levaria a resolução de tudo que nos aflige e todos os problemas existentes. A cada dia que passa mais esse medo cresce, mais desencorajados nos tornamos e quanto mais o tempo passa, mais as mágoas das outras pessoas em relação a nós crescem.  Outro ponto que gostaria de falar é que a maioria dos problemas são criados por nos mesmos e não por terceiros, como muitas vezes pensamos. E para piorar, muitas vezes, esses “problemas” vivem apenas em nossas cabeças e se não buscarmos revolvê-los eles podem vir a se tornar reais.

Algo, talvez evidente para alguns, que me dei conta é que devemos ficar felizes ao ver os outros fazendo o que os  tornam  felizes, indiferente de isso vir a ser contrário aos nossos valores e ao que esperamos dos outros. Não devemos ficar felizes apenas quando alguém faz algo para nos agradar. Muitas vezes cobramos coisas das pessoas que convivemos e ficamos felizes ao ver essas cobranças sendo realizadas, mas é preciso se perguntar se quem atende estes pedidos está feliz com isso, do que a pessoa abriu mão para fazer algo para lhe agradar. Nunca mude o sonho, a vontade dos outros em prol de seus sonhos e seus quereres.

Até o meio do ano não mantinha o hábito de manter meus  pensamentos positivos e isso é a atitude mais importante que uma pessoa deve ter. Pensamentos ruins atraem coisas ruins, pensamentos bons coisas boas.  Devemos sempre manter os pensamentos positivos, em relação a nós mesmos, aos outros que nos cercam e sempre que possível tirar um tempinho de nossos dias  para conversar com Deus, elevar os nossos sentimentos e nossa espiritualidade.  Faz um bem tremendo!

2011 para mim foi um marco, pois decidi uma coisa, não quero partir dessa vida deixando problemas e mágoas pendentes de resolução, a final de contas, estamos nessa vida para evoluir e consertar problemas, sejam dessa vida ou de outras. Mais importante do que acumular bens materiais é perdoar, compreender e respeitar o próximo, pois são apenas essas coisas que levaremos dessa vida, nada mais. Nem o nosso corpo poderemos levar dessa vida, ficará aqui como tudo que é material. A lição mais importante que aprendi é que nunca é tarde para perdoar alguém e ser perdoado, nunca deixe algo para depois, sempre que perceber que cometeu um erro se desculpe ( é sempre mais difícil resolver as coisas mais tarde) e sempre reflitam sobre suas atitudes. Um bom 2012 para todos!

Frederico Matias Bacic

Um comentário: