terça-feira, 11 de outubro de 2011

E se isso... E se aquilo...




Outro dia, durante o almoço, estava conversando com alguns amigos, quando alguém disse: “-E se o Brasil tivesse sido colonizado pela Holanda? Seríamos um país bem melhor hoje”. Não sei o motivo de os brasileiros acharem que vivem em um país subdesenvolvido devido à colonização portuguesa e que qualquer outro povo teria nos transformado em uma potência econômica. Muitas vezes baseiam-se nos Ingleses para justificar essa teoria. Alegam que eles “souberam” colonizar os Estados Unidos, que, os ingleses, não eram “burros” como os portugueses.  Isso não é verdade e está muito longe de ser.


Quando argumentam que os Estados Unidos são desenvolvidos devido à colonização inglesa esquecem coisas básicas como o modelo de colonização que foi implantado nos dois países. Os Estados Unidos foram uma colônia de povoamento, esse modelo é classicamente, conceituado como "o tipo de colonização onde os colonizadores povoavam e desenvolviam a terra". Já o Brasil foi uma colônia de exploração, as colônias de exploração tinham seu espaço ocupado por indivíduos que representavam o interesse da metrópole no território colonizado a fim de explorar suas riquezas e extrair o maior beneficio para a metrópole.

O modelo de colônia de povoamento não foi usado nos Estados Unidos por que os ingleses eram bonzinhos e queriam pulverizar o desenvolvimento econômico mundo a fora, construindo sociedades justas e desenvolvidas por onde passassem , mas sim por que os Estados Unidos ( sobre tudo o norte), tinha um mesmo clima que o Europeu, tornando impossível o cultivo de culturas diferentes, como a cana-de-açúcar, produtos que atendiam os interesses de exploração da metrópole.  Muitas das pessoas, que migraram para as terras onde hoje são os  Estados Unidos, eram pessoas que sofriam perseguições religiosas, que buscavam uma terra para morar tranquilamente durante o resto de suas vidas e não apenas extrair todas as riquezas possíveis e retornar para a terra natal.

Quando argumentamos que os holandeses, ingleses, franceses seriam uma “melhor opção” para serem nossos colonizadores esquecemos os países da América central, África e Ásia, que foram colonizados por eles, que atualmente enfrentam diversos problemas econômicos e sociais. Seguem alguns exemplos: o Suriname e Indonésia que foram colônias Holandesas, Haiti, Argélia, Mali, Togo, Níger, que foram colônias da França e Belize, África do Sul, Suldão e Zimbábue que foram colônias da Inglaterra.

Não sei o motivo de o brasileiro ter uma visão quase que romântica da colonização inglesa, holandesa e francesa, na verdade tenho uma suspeita. Em minha opinião o brasileiro prefere flertar como algo que hoje é impossível, como ser colonizados pela Holanda, e jogar toda a culpa dos problemas atualmente existentes nos portugueses, por que é a melhor maneira de se eximir da culpa de tudo o que ocorre nesse país, podendo ficar em um lugar confortável sem fazer nada para mudar. Precisamos parar de falar “e se isso, e se aquilo”, nós precisamos e podemos usar o “pode ser”, o Brasil pode ser diferente, pode ser melhor. Infelizmente o brasileiro não enxerga sua responsabilidade individual para realizar as mudanças necessárias para a transformação deste país. Criticá, reclama, jogam a culpa nos outros, mas nada faz para mudar. O brasileiro fala mal do Brasil como se fosse uma pessoa, mas na verdade não percebe que o Brasil é ele mesmo.

Frederico Matias Bacic

Um comentário: