segunda-feira, 27 de junho de 2011

Marx: O que é Valor para Marx?



“Uma coisa pode ser valor de uso sem ser valor. (...). Uma coisa pode ser útil e produto do trabalho humano sem ser mercadoria. Quem, com seu produto, satisfaz a própria necessidade gera valor de uso, mas não mercadoria. Para criar uma mercadoria, é mister não só produzir valor de uso, mas produzi-lo para outros, dar origem ao valor de uso social”

De acordo com Marx o valor é definido pelo tempo de trabalho socialmente necessário à produção de uma mercadoria, através desse valor é possível efetuar a troca. Troca-se produtos de acordo com o tempo de trabalho despendido para que a mercadoria se realizasse (tempo de trabalho socialmente necessário à produção de uma mercadoria).

 Porém para que algo seja aceito, e se torne uma mercadoria, é necessário que tenha valor de uso. De nada adianta possuir um produto que seja valor sem ser valor de uso, pois esse produto jamais seria aceito por terceiros, já que não possui utilidade alguma.
 
Marx também cita casos de “coisas” que possuem valor de uso, mas não são valor, como é o caso do oxigênio, que é de extrema importância para a vida (tem um grande valor de uso) e não possui nenhum valor, já que este não é negociado (1).  Outros exemplos de “coisas”, dadas pelo autor, que não possuem valor, mas possuem valor de uso são: As matas não cultivadas, a água, o solo virgem, os gramados naturais, são todas “coisas” em que a utilidade não é medida em trabalho.


Para que um determinado produto vire mercadoria é preciso produzir valor de uso para os outros. Porém o valor de uso não é o único determinante para que um produto vire mercadoria. Para que algum produto torne-se mercadoria é preciso que este, além do valor de uso, seja transferido para outro indivíduo através da troca, assim dessa maneira o produto se tornaria uma mercadoria.

Podemos concluir que de acordo com Marx para que algo se torne mercadoria são necessários três fatores. Que tenha valor e valor de uso (para terceiros e não somente para quem a produziu), gerando assim um valor de uso social e por ultimo que seja passada adiante por meio da troca, tornando-se assim uma mercadoria.

Frederico Matias Bacic
______________________________________________________
[1]   Esse exemplo não é mais totalmente verdadeiro, já que atualmente o ar passa a ser comercializado (Exemplos: multas sobra quantidade de poluentes emitidos na atmosfera. Cabines de oxigênio na capital mexicana)



Um comentário: