sábado, 19 de março de 2011

Um pouco sobre Friedrich Hayek


Frederick August Von Hayek (Viena, 8 de Maio de 1899Freiburg im Breisgau, 23 de Março de 1992) foi um economista da Escola Austríaca

Responsável por desenhar, durante a guerra, o projeto neoliberal que vai tomar  corpo nos anos 80 e 90. É ele que vai construir, junto com outros economistas, o grupo que vai discutir como vencer o Keynesianismo e voltar ao  liberalismo econômico.

Segundo Hayek, uma economia é um sistema demasiado complexo para ser planejado por uma instituição central e deve evoluir espontaneamente, por meio do livre mercado. A economia tem um movimento incontrolável. 

De acordo com o autor, ninguém consegue assimilar a grande quantidade de informações e  elementos que regem os movimentos da economia. Isso torna  impossível planejar ou administrar os movimentos de mercado

Crítica as tentativas  de administração   ou organização da economia. A economia não pode ser explicada pelas leis da Física. Hayek acredita que a economia não deve ser administrada.


A economia não está em equilíbrio. Este é um período de passagem. Existe, mas é um período da dinâmica  da economia, que  é cíclica, e não uma tendência.

Indivíduos

Não existem relações  de poder no mercado, todos os indivíduos são iguais, com as mesmas possibilidades, porém  com conhecimentos diferentes, que se completam levando ao ponto de ótimo de Pareto. Supõe que todos são iguais, todos têm  propriedades, todos têm oportunidades.

Para Hayek é mais fácil para o indivíduo aceitar sua situação quando ela  é imposta pelo sistema natural de concorrência do que quando é por uma autoridade (pode-se entender este ponto como uma crítica a modelos como o socialista e o fascista).

Estado e Economia

As criações de  políticas econômicas quebram o equilíbrio do processo,  ou seja, passa-se a privilegiar um determinado agente perante o outro, o que, por sua vez, irá permitir a criação e implementação de oligopólios e monopólios.

O  problema para Hayek é o fato de o Estado trazer para dentro de si indivíduos que acreditam possuir o conhecimento do todo, mas que não o detém. Isso é que permite que a ação estatal acabe por impedir o pleno (perfeito) funcionamento do Capitalismo.Em suas idéias o Estado deveria  ter o papel apenas de regulador de fornecedor de uma infra-estrutura básica para a  garantia da igualdade. Toda intervenção que deve  ser feita é com o intuito de  garantir a liberdade. O melhor que pode acontecer é o mercado funcionar  livremente.
  
Por que os mercados funcionam melhor livremente?

Cada indivíduo isolado não tem pleno conhecimento, e é justamente por isso que ninguém está apto a planejar a economia. Mas, diz Hayek, todos juntos têm pleno conhecimento.
O mercado, sem intervenções, funciona da forma mais eficiente possível, pois cada um conhece uma parte do conhecimento geral. Só o mercado conhece tudo. O mercado sabe melhor,  pela soma de todos os conhecimentos individuais, como alocar da forma mais eficiente.
Frederico Matias Bacic

Um comentário:

  1. Que lixo. Artigo de quem não leu o mínimo sobre o Hayek. E ainda é propositalmente desonesto.

    ResponderExcluir